Pai abraça jovens rejeitados em parada LGBT+

Na adolescência, todo mundo, em algum momento, tem atritos com os pais e às vezes até pensa em sair de casa nos momentos mais tempestuosos. É claro que a maioria dos jovens não coloca essa ideia em ação, porque entendem que seus pais só querem o seu melhor.

Esse rompimento familiar pelo qual muita gente é obrigada a passar, é algo extremamente triste, como podemos ver no relato a seguir. São histórias de jovens que foram rejeitados por seus pais, pois não cumpriram suas expectativas. O americano Scott Dittman foi à Parada do Orgulho LGBT+ em Pittsburgh (EUA), onde gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros reivindicavam seus direitos. No Facebook, ele relatou o que havia presenciado lá:

"Alguns de nós, pais, fomos à Parada do Orgulho LGBT+ de Pittsburgh hoje. Para a ocasião, vestimos camisetas com as palavras 'Abraços de pai grátis' e 'Abraços de mãe grátis'. Nós abraçamos centenas de pessoas. Centenas. Alguns abraços foram uma expressão de profunda alegria. Outros, foram como os dois a seguir. Infelizmente, havia muitos desse tipo.

Deixe-me contar sobre eles:

Ele foi expulso de casa depois que seus pais descobriram. Eles não se falam desde então. Ele chorou muito no meu ombro. Ele soluçou e me apertou com toda força. Eu senti um pouco da dor que ele sente todos os dias, a cada momento.

Ela foi expulsa por amar quem ama. E em 9 de junho de 2019, ela foi a uma parada do orgulho LGBT+ e abriu seu coração para um estranho, só porque ele estava usando uma camiseta com as palavras 'Abraços de pai grátis'.

E a história desta outra? Eu não sei nada específico. Mas sei que ela me viu do outro lado da rua. Quando chegou até mim, as lágrimas já estavam brilhando em seus olhos.

Ela ficou na minha frente e olhou para mim. Seus olhos estavam cheios de tristeza e impotência - nunca esquecerei disso. Ela me apertou o mais forte que pôde e eu a abracei também. Ela ficou abraçada comigo por um bom tempo, quase se fundindo a mim e me agradecendo o tempo todo.

Desde então, penso constantemente nela. O que ela deve passar com a família... aqueles que deveriam apoiá-la sempre? A quem ela recorre quando precisa de ajuda? Será que ela tem dúvidas sobre amor, dinheiro ou vida em geral? Quantas lembranças dolorosas antigas ela carrega?

Como e onde ela passa suas férias? Quantas vezes ela espera um dia receber um telefonema prometendo amor incondicional? Eu não conheço a história dela, mas não parece exagero supor que essa jovem perdeu as duas pessoas que deveriam tê-la amado para sempre.

Imaginem isso, queridos pais. Imaginem que seu filho sente tanto a sua falta, que abraça uma pessoa completamente desconhecida e soluça incessantemente, só porque o estranho usa uma camiseta com as palavras 'Abraços de pai grátis'. Pense na dor infinitamente profunda que ele sofre. Imagine o quão profundas essas feridas devem ser.

Por favor, não sejam um fardo maior para seus filhos. Eu conheci muitos desses jovens hoje. Se alguém conhecer essas pessoas, diga a elas que podem entrar em contato comigo a qualquer momento se quiserem conversar com um pai substituto. Eu estarei lá ".

Que palavras emocionantes! Não há regras para o amor. Os pais devem amar seus filhos exatamente como são.

Comentários

Também incrível