Rapaz pega um ônibus no Rio de Janeiro e cai no meio de um chá de bebê.

O carioca Rodolfo Mattos estava apenas indo para a faculdade, em Niterói. Ele descobriu que havia um ônibus direto perto de sua casa que passava apenas uma vez de manhã e outra à tarde. Resolveu, então, testar a nova linha, que de tão rara, ganhou o carinhoso apelido de "Se perder, já era". Ao entrar no veículo, Rodolfo teve a surpresa de sua vida. Ele contou em detalhes em um post no Facebook:

"Tenho que compartilhar com vocês uma das experiências mais incríveis que passei em transporte público do Rio em 22 anos de vida. Estudo na UFF há quase 2 anos e nunca soube que passa um ônibus em Deodoro que vai direto para Niterói. Fiquei sabendo conversando com um amigo, Felipe Camargo, que também estuda na UFF. O ônibus é o 113D Itaguaí/Niterói."

"Para minha surpresa, ao entrar no ônibus, avistei muitos balões de festa. O susto já veio daí. Quem vai esperar que um ônibus esteja tão enfeitado? Pois é. A princípio, achei que era uma festa de aniversário. Começaram a servir refrigerante, café, suco, bolos e sanduíches. Com muita alegria.

Uma galera entre 20 e 70 anos com espírito de alegria e confraternização que é raro encontrar numa quarta de manhã em um transporte público. 

Para meu espanto, afixaram um cartaz. Não se tratava de uma festa de aniversário, mas de um chá de fraldas. 'Heloísa Vitória vem aí!' Eu pensei: 'deve ser parente de alguém, afinal, não havia gestante no ônibus'".

"No meio da Avenida Brasil, o ônibus pára! Não era para parar, se trata de um ônibus expresso. Começa de fato a comemoração quando entra, no meio da pista central, a gestante homenageada, acompanhada de sua mãe e de sua filha. Gritos. Choros. Alegrias! Ovações! 

A gestante é uma jovem de 23 anos, muito humilde, vende café na Avenida Brasil. Sempre que o ônibus passa por ela, todo o pessoal (é sempre o mesmo pessoal, todos são amigos. Esse ônibus só passa duas vezes, uma de manhã e outra pela tarde) acena."

"Um deles percebeu que ela estava grávida e resolveu propor o chá. Todos concordaram e organizaram essa surpresa para ela."

Ainda há o que comemorar. Ainda há empatia nesse Brasil. E toda, toda forma de afeto e amor ao próximo deve ser imensamente compartilhada. Parabéns à família 'Se perder, já era'! Parabéns 113D!"

Que gesto de generosidade e amor desta inusitada turma de amigos! Certamente a gestante irá fazer bom uso de todos os presentes que ganhou!

Comentários

Também incrível