Menino de 8 anos escreve carta para mãe assassinada.

Reece Dunne, de Cheshire, no noroeste da Inglaterra, tinha acabado de fazer 8 anos quando perdeu sua mãe, Ellia Arathoon, de forma trágica.

A jovem de 29 anos não teve a chance de ver seu filho crescer. Ela foi brutalmente estuprada, espancada e escondida em uma mala, que foi incendiada no meio de uma floresta. Não se sabe se ela ainda estava viva no momento em que a mala foi consumida pelas chamas. 

A mulher ficou desaparecida por muito tempo, até que a polícia enfim encontrou seus restos mortais na beira de uma estrada. Sua família, amigos e toda a Inglaterra ficaram chocados com a morte trágica de Ellia. Para o pequeno Reece, principalmente, foi extremamente difícil entender o que tinha acontecido com sua mamãe. Eles sempre tinham lutado lado a lado "contra tudo e todos". 

Por fim, ele expressou suas emoções em uma carta para sua mãe, que escreveu com a ajuda de seu pai, John Dunne. 

"Para mamãe,

Eu te amo um milhão de vezes ao redor do mundo. 
Eu queria que você nunca tivesse morrido.
Eu me lembro de quando nós brincávamos e como isso me fazia feliz.
Eu sei que você é um anjo agora e pode me ver o tempo todo.
Eu estou triste, mas eu vou ser forte.

Te amo, Reece"

As palavras desse menino vão direto ao coração e não deixam os olhos de ninguém secos.

Há alguns dias, o assassino de Ellia, Craig Proctor (40), foi condenado à prisão perpétua depois que as pistas na cena do crime provaram seu envolvimento. Esperamos que isso traga algum fechamento para Reece e sua família, mesmo que isso não traga a jovem mulher de volta. 

Faz um ano que o pequeno Reece escreveu a carta para sua mamãe no céu. Um ano inteiro em que ele aprendeu, brincou, riu e chorou sem ela, ao lado do papai John, que faz tudo o que pode para que o garotinho tenha uma ótima infância, apesar do trágico acontecimento. 

Comentários

Também incrível