1% de chance de sobrevivência: gêmeas siamesas chegam à idade adulta.

Em 7 de março de 1990, quando Patty Hensel estava em trabalho de parto, ela não fazia ideia de que o nascimento do seu bebê entraria para os registros da medicina. Durante o parto, houve complicações e os médicos decidiram fazer uma cesariana. Tudo ia de acordo com o planejado, mas então, o cirurgião se deu conta de que tinha algo errado com o bebê.

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

Na sala de parto, o tempo parou por um momento quando médicos e enfermeiras viram uma garotinha com duas cabeças e três braços. 

Esse fenômeno é conhecido na medicina como dicefalia, mais comumente conhecido como "duas cabeças". Isso significa que os fetos de gêmeos não se desenvolveram suficientemente no útero da mãe, fazendo com que a cabeça, pescoço e, possivelmente, alguns órgãos sejam duplicados. Na gravidez de Patty Hensel, não só o bebê tinha duas cabeças, como tinha também dois corações, duas colunas vertebrais, duas gargantas e dois estômagos. O resto do corpo era compartilhado. 

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

Após os exames, os médicos fizeram um prognóstico de que a criança morreria em apenas algumas horas. Mas, por um milagre, Abigail e Brittany sobreviveram. 

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

Os médicos sugeriram uma operação para separar as duas meninas, mas a probabilidade de uma delas (e até mesmo as duas) morrer no processo era muito grande, então seus pais decidiram não arriscar. No entanto, quatro meses depois, os cirurgiões conseguiram removem com sucesso o terceiro braço das meninas, que não tinha função.

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

Desse momento em diante, Abigail e Brittany se desenvolveram como gêmeas normais, sendo a única diferença o corpo compartilhado. Elas cresceram na pequena cidade de New Germany, Minnesota (EUA). Apesar de sua diferença física, elas aprenderam a correr, e com uma técnica particularmente impressionante: Abigail controla o braço e a perna do lado direito e Brittany os membros do lado esquerdo. Durante a infância, elas desenvolveram a coordenação motora para conseguirem jogar beisebol, voleibol, softball e a tocar piano. Além disso, elas também gostam de nadar e jogar boliche. E se isso não fosse o bastante, na adolescência elas também tiraram a carteira de motorista. Depois da graduação do ensino médio, elas foram para a universidade, e mais tarde trabalharam como professoras. 

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

Abigail e Brittany têm personalidades completamente diferentes. Elas têm gostos e interesses diversificados e brigam uma com a outra como qualquer pessoa que tenha irmãos. Mas o fato de elas ainda estarem vivas é praticamente um milagre, já que gêmeos siameses com duas cabeças quase nunca chegam à fase adulta - normalmente, os fetos morrem ainda no útero. Apenas 1 em 100.000 nascimentos são de gêmeos siameses, e apenas 1% deles vivem até seu primeiro aniversário. 

Facebook/Abigail and Brittany Hensel

O vídeo a seguir é um pequeno documentário sobre a vida das irmãs (em inglês):

Hoje, Abby e Brittany têm 27 anos e superaram os desafios que a vida lançou em sua direção até o momento. Mas isso não é tudo: em 1997 elas tiveram sua primeira aparição em um programa de entrevistas na TV, seguido de vários documentários. Em 2012, elas foram as estrelas de seu próprio reality show. Não sabemos o que a vida reserva para elas, mas temos certeza de que elas vão encarar todos os desafios como fazem todo o resto: como uma equipe.

Comentários

Também incrível