Mulher “molda” seu corpo de acordo com os ideais de beleza do passado.

O "corpo perfeito" é um conceito que muda de época para época. Não apenas as tendências da moda se transformam, como também os ideais de beleza.  

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Cassey Ho (@blogilates) am

Com um projeto de fotografia especial, a blogueira fitness Cassey Ho quer conscientizar sobre como a pressão da sociedade afeta as mulheres e as levam a uma busca obsessiva pelo "corpo ideal". Para isso, a norte-americana (que na vida real é como na foto acima) se deixou "deformar" para estar de acordo com os ideais de beleza de cada época. 

2018

"Desde a metade dos anos 2010 até hoje a tendência é ter grandes nádegas, quadris largos, cintura estreita e lábios carnudos ao estilo Kim Kardashian. Só as cirurgias plásticas para fazer implantes na bunda aumentaram 58% entre 2012 e 2014."

Metade dos anos 1990 - 2000s

 

Instagram/blogilates

Da metade da década de 1990 até a década de 2000, seios grandes, barrigas planas e a chamada 'thigh gap' (lacuna nas coxas) eram o ideal. Em 2010, o aumento do peito foi o procedimento cosmético mais comum nos Estados Unidos. Foi a era das modelos 'Victoria's Secret' - altas, magras, com seios fartos e pernas compridas.

Início dos anos 90 

Instagram/blogilates

No início dos anos 90, não havia algo como 'magro demais'. Modelos esqueléticas dominavam as passarelas e as primeiras páginas das revistas. Havia até um nome para isso: a chamada 'heroin chic' (menina heroína).

Anos 1950

Instagram/blogilates

Na década de 1950, o corpo perfeito tinha a forma de pilão. As dimensões 89-53-91 de Elizabeth Taylor e a plenitude de Marilyn Monroe eram o ideal. Na publicidade, as mulheres recebiam pílulas para aumentar seu peso. A revista Playboy e a boneca Barbie foram criadas naquela década.

Anos 1920

Instagram/blogilates

Na década de 1920, o ideal era um corpo infantil e andrógino, com seios pequenos e figura reta. As mulheres escondiam suas curvas e até amarravam os seios para atingir esse ideal.

1400 - 1700

Instagram/blogilates

Na Renascença italiana, de cerca de 1400 a 1700, o corpo perfeito tinha uma barriga redonda, quadris arrebatadores e seios fartos. Ser bem alimentado era um sinal de prosperidade e um símbolo de status. Apenas os pobres eram magros."

Que diferença entre os ideais de beleza através dos tempos. Com essas imagens, Cassey quis passar principalmente a seguinte mensagem: 

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Cassey Ho (@blogilates) am

"Por que tratamos nosso corpo como uma tendência da moda? De acordo com o lema: 'Os seios estão fora, as bundas estão dentro'. Corpos não podem ser produzidos como roupas. Pare de jogar fora o seu corpo como uma roupa que não é mais da moda. Por favor, trate seu corpo com respeito e não se submeta ao padrão de beleza."

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Cassey Ho (@blogilates) am

Palavras verdadeiras que são pouco ditas! Nós só temos um corpo e devemos amá-lo como ele é - pois ele é perfeito exatamente como é. 

Fonte:

Bored Panda

Comentários

Também incrível