Simples ideia de médico evita problema mortal.

Seja em uma empresa ou na vida privada, com o passar dos anos, passamos a realizar as tarefas do dia a dia com maior rapidez e eficiência. O outro lado da moeda é que, frequentemente, acabamos não tentando mudar a rotina. Afinal, em time que está ganhando não se mexe, certo? 

Porém, sempre há algo que, cedo ou tarde, podemos melhorar. E algumas pequenas mudanças podem ter grandes efeitos, como esta história mostra. 

Algum tempo atrás, por iniciativa própria e sozinho, Rob Hackett escreveu seu nome e função em sua touca cirúrgica antes de entrar na sala de cirurgia. Inicialmente, seus colegas desdenharam com comentários do tipo "você não consegue se lembrar do seu próprio nome?"

Claro que Hackett se lembrava de seu nome, mas em uma equipe de operação, que às vezes consiste em 20 pessoas, é fácil ficar perdido. Afinal, os mesmos médicos e enfermeiros nem sempre trabalham juntos, velhos colegas aposentam-se e novos colegas se juntam a eles.

De acordo com as regras da Organização Mundial da Saúde, todos os membros da equipe devem se apresentar antes de uma operação. No entanto, principalmente durante um procedimento estressante, pode acontecer dos colegas se esquecerem do nome dos outros, que os membros da equipe não sejam imediatamente reconhecidos ou até mesmo confundidos. Isso é especialmente fatal se o paciente está em uma situação crítica e o nível de estresse já é alto.

Além disso, médicos e enfermeiros nem sempre seguem a regra: "Para muitos, a apresentação mútua é uma regra burocrática e chata. Quando feito corretamente, às vezes eu ouço risadinhas. Isso me diz que não é feito regularmente," conta Hackett.

Mas se todos os membros de uma equipe cirúrgica têm o nome e função escritos na touca cirúrgica, eles podem economizar esses tão valiosos segundos - uma experiência pela qual o jovem anestesista já passou: 

"Eu estava tratando de um paciente com parada cardíaca em uma sala de cirurgia. A intervenção envolvia quase duas dúzias de médicos e enfermeiros. Já era difícil conseguir luvas, e a pessoa que deveria me dar um par pensava que eu estava apontando para a pessoa atrás dela. É mais fácil coordenar tudo se você souber os nomes", diz o Dr. Hackett, que então teve essa ideia brilhante.

Mas não só a comunicação entre médicos e enfermeiros melhorou graças ao Dr. Hackett, mas os pacientes se sentiram mais tranquilos ao saber o nome de quem estava os ajudando naquela situação tão difícil.  

Para espalhar essa ótima ideia, o Dr. Hackett lançou o chamado "TheatreCapChallenge" (algo como "desafio da touca cirúrgica"). O anestesista australiano está pedindo aos enfermeiros e médicos de todo o mundo que publiquem uma foto de si mesmos com a hashtag de mesmo nome - com a touca apropriadamente rotulada, claro.

Com sorte, a ideia do Dr. Hackett irá se espalhar por hospitais ao redor do mundo e até mesmo salvar vidas. É realmente incrível que até então ninguém tenha tido essa ideia simples e ao mesmo tempo engenhosa. Tiramos o chapéu - ou melhor: a touca!

Fonte:

boredpanda

Comentários

Também incrível