12 descobertas arqueológicas malucas.

Muitas crianças certamente sonharam em ser um explorador de templos e descobrir tesouros escondidos, como Lara Croft e Indiana Jones.

Embora o trabalho dos arqueólogos seja, em geral, muito menos emocionante do que o das estrelas de cinema, ele é certamente muito excitante quando eles encontram algo importante.

1) O Sarcófago cheio de líquido

Em 2018, foi noticiado que um sarcófago havia sido encontrado e aberto pelos arqueólogos. Dentro dele, eles encontraram três corpos em um líquido vermelho. No início, o misterioso líquido deixou todos intrigados - alguns voluntários até queriam beber um gole dele. A revelação, porém, foi bastante decepcionante: era apenas o esgoto que se infiltrou no caixão pela terra. Essa descoberta rapidamente desanimou os provadores. 

2) A rua secreta de Pompeia 

As ruínas cobertas de cinzas da antiga cidade de Pompeia são um lugar onde os historiadores podem aprender muito sobre a vida cotidiana dos povos antigos. Mas quando, em 2018, uma região já bem pesquisada da cidade ameaçava afundar-se sob lama e lava, os arqueólogos se apressaram em limpar o restante da área antes que ela se perdesse. O que eles encontraram excedeu todas as expectativas. Afrescos incrivelmente bem preservados em cores brilhantes e santuários para divindades deram aos pesquisadores material completamente novo.

3) A padaria mais antiga da história

O pão mais antigo do mundo foi (provavelmente) descoberto: ele foi feito por membros da cultura de Natufia, que remonta ao período epipaleolítico - cerca de 12.000 a 9.000 anos antes de Cristo. Pesquisadores da Universidade de Copenhague encontraram restos do pão, que aparentemente havia sido assado em fornos quatro mil anos antes de se praticar a agricultura. Aparentemente, as pessoas já coletavam os grãos e os transformavam em farinha antes de começar a cultivá-los.

4) Os primeiros americanos

Até então, acreditava-se que os primeiros norte-americanos tivessem chegado há 13 mil anos da Sibéria. Porém, em 2018, descobriu-se ferramentas humanas no atual Texas que são muito mais antigas, datando de, no mínimo, 16 mil anos atrás. 

5) A Peste Negra é muito mais antiga do que se pensava

No meio do século 14, a Peste Negra se espalhou por toda a Europa e matou 25 milhões de pessoas em menos de 10 anos. Porém, parece que essa pandemia é bem mais antiga do que se imaginava. Em 2018, um ancestral do genoma da bactéria da praga foi encontrado em uma tumba de 3.800 anos na região de Samara, na Rússia. 

6) A pegada humana mais antiga

As pegadas humanas mais antigas foram descobertas. Com mais de 13.000 anos, elas podem ser encontradas na Ilha Calvert, no Canadá. As pegadas aparentemente pertencem a uma criança e dois adultos. Como será que o pequeno grupo, talvez uma família, vivia?

7) O naufrágio no Mar Negro 

No fundo do Mar Negro, encontra-se um naufrágio muito especial: o de um antigo navio mercante grego. Com cerca de 2.400 anos, ele é o mais antigo naufrágio intacto. Uma vez que a água nas profundezas do Mar Negro é em grande parte livre de oxigênio, o navio está notavelmente bem preservado. Um achado de sorte para os arqueólogos amantes do mergulho.

8) A máscara prateada de Tadihor

O Egito continua sendo um dos países mais fascinantes para arqueólogos. Agora os escavadores encontraram um achado particularmente rico: uma espécie de oficina na qual os mortos eram mumificados. Substâncias e vasos para o processo de embalsamamento eram apenas o começo: no pátio da oficina havia um longo túnel, e, no final dele, o sarcófago de uma senhora chamada Tadihor estava no chão. Seu nome estava gravado em dezenas de pequenas estátuas, e seu rosto estava coberto por uma elaborada máscara prateada. Quem sabe que segredos de suas vidas os arqueólogos ainda poderão decodificar?

9) O desenho mais antigo da história

2018 foi realmente um ano de sorte para os arqueólogos. Uma das descobertas mais importantes pode parecer irrelevante no começo: uma pequena pedra alguns traços avermelhados. Mas essas linhas vermelhas têm cerca de 73.000 anos e foram desenhadas por mãos humanas. Isso faz delas o desenho mais antigo já encontrado. A caverna dos Blombos, na África do Sul, onde a pedra pintada com ocre vermelho foi encontrada, também continha ferramentas, inscrições e pérolas de conchas.

10) A mais antiga representação europeia de uma parte do corpo humano

Os caçadores de tesouros amadores costumam usar detectores de metal portáteis para rastrear tesouros escondidos na terra. Em 2017, perto do Lago Biel, na Suíça, os aparelhos encontraram um tesouro para os historiadores. Esta representação quase em tamanho natural de uma mão humana é feita de bronze e envolvida em uma fina camada de ouro no pulso. Com mais de 3.500 anos, esta "luva" é a mais antiga representação de uma parte do corpo humano já encontrada na Europa.

11) Como foram construídas as Pirâmides de Gizé?

Desde que as Pirâmides de Gizé são estudadas, há também a pergunta: como as pessoas daquela época conseguiram construir essas enormes estruturas? Elas nem tinham as possibilidades técnicas disponíveis hoje. Existem teorias loucas para a construção das pirâmides, e algumas envolvem até extraterrestres arquitetonicamente qualificados. Mas os alienígenas enfrentaram recentemente uma forte concorrência: os pesquisadores descobriram um sistema de rampa milenar que era usado para transportar pedras grandes por longas distâncias e também levantá-las.

12) A cerveja é ainda mais antiga do que se imaginava

A bebida mais antiga do mundo é a cerveja. Isso já era conhecido, mas não sabíamos que a cerveja mais antiga do mundo havia sido feita há mais de 13.000 anos. Mas um túmulo na atual Israel continha vestígios de uma bebida que era provavelmente servida nos funerais: a cerveja.

Fascinante! Quem sabe o que mais descobriremos após esses novos achados? 

Fonte:

Bored Panda

Comentários

Também incrível