Bebê com malformação congênita está irreconhecível 2 anos depois.

Algo que todo pai e mãe sabem é que o bebê mais lindo do mundo é o nosso. Por isso, não conseguimos não nos ofender quando alguém faz algum comentário sobre ele que não nos agrada. Mas se o comentário é algo tão ruim como "o que tem de errado com a cara do seu filho?", a situação toma outras proporções. 

Os norte-americanos Sara Heller e Chris Eidam esperavam seu primeiro filho, o qual chamariam de Brody. No entanto, o médico percebeu que algo não ia bem com o pequeno. Foi então que ele avisou que o filho deles teria algum tipo de doença congênita, que o afetaria por toda a vida. 

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von S A R A + B R O D Y (@saheller) am

Tudo começou na 24ª semana de gravidez. Um ultrassom de Brody detectou uma doença muito rara da qual só se conhecem 9 casos em todo o mundo. O pequeno sofria de fissura labiopalatal, o que afetava o seu rosto.

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von S A R A + B R O D Y (@saheller) am

Foi como se o mundo tivesse caído para o casal: "Ele nos disse que, em algumas gravidezes, há fatores que ninguém pode influenciar. Nós estávamos começando a perceber que ele estava falando sobre um defeito de nascença ... Eu chorei e fiquei confusa, completamente abatida, e tive que sair da sala", diz Sara.

Novos exames mostraram que Brody não só viria com uma deformação, como também outras doenças congênitas. Entre elas, epilepsia, osteoporose e transtorno de desenvolvimento. Porém, ainda não se sabia o quanto essas doenças o afetariam.  

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von S A R A + B R O D Y (@saheller) am

Mas quando o médico lhes perguntou se eles gostariam de interromper a gravidez, o casal foi bem claro: "Se nosso filho nascer respirando, isso é o suficiente para deixarmos que ele nasça."

Felizmente, Brody chegou ao mundo sem complicações no dia 7 de outubro de 2016. Apesar dos problemas, o pequeno logo conseguiu a alta do hospital com sua mãe. E assim que pudesse ser alimentado com a mamadeira, nada ficaria em seu caminho. 

Embora o casal estivesse feliz com o filhinho, a felicidade dos dois enfrentava um desafio. Eles não estavam preparados para a reação das outras pessoas em relação às malformações de Brody. Por exemplo, quando Sara postou fotos de Brody no Instagram, ele foi atacado por alguns comentários insensíveis: "Eu não estava preparada para ter que defender a aparência do meu filho de três meses", explica a jovem mãe.

Por sorte, Brody teve sua malformação cirurgicamente corrigida. Sua fissura foi fechada com sucesso. As feridas logo cicatrizaram e, hoje, Brody está bem diferente! 

Ainda que mostre algumas dificuldades de desenvolvimento, ele está muito bem. Seja como for, Sara e Chris sempre terão orgulho do filho. 

Comentários

Também incrível