O consumo de energéticos destruiu o cérebro deste jovem.

Quando estamos sob pressão e tendo que dar o melhor de nós em nossas habilidades por longos períodos, frequentemente tomamos um energético para nos mantermos acordados e trabalhar usando toda a nossa capacidade. Quando consumidos com moderação, esses estimulantes são normalmente inofensivos, porém, se consumidos com exagero, as consequências podem ser terríveis para você e aqueles que você ama.

Foi isso que uma jovem mãe chamada Brianna descobriu quando seu marido Austin quase perdeu tudo por causa dos energéticos. Em um esforço para conscientizar as pessoas, ela contou sua história no Facebook.

Brianna estava no nono mês de gravidez e sua vida caminhava perfeitamente. Mas uma manhã, ela foi acordada pela sogra, que tinha uma péssima notícia para lhe dar - ela ficou sabendo que Austin havia sofrido um acidente. Sem saber o que tinha acontecido ou se o marido ainda estava vivo, Brianna não fazia ideia do que as próximas horas reservavam para ela, Austin e seu bebê.

A caminho do hospital, Brianna descobriu o que tinha acontecido com Austin. Os médicos concluíram que ele consumia energéticos regularmente há algum tempo, para que conseguisse trabalhar por longos períodos. O excesso de consumo dessas bebidas pode levar a problemas cardíacos, pressão alta, assim como outros problemas.

Após passar por uma cirurgia seríssima, Austin tem agora um longo caminho até a recuperação com muitos obstáculos no percurso. Nas semanas que se seguiram, o jovem sofreu derrames e teve que voltar à sala de cirurgia em várias ocasiões. Como você pode ver nas fotos, Austin também teve a parte frontal do crânio removida - é difícil acreditar que alguém possa sobreviver a tudo isso.

Brianna permaneceu ao lado do marido em todos os momentos. Após duas semanas de tortura, ela deu à luz o filho deles - sem Austin e extremamente preocupada com o que o futuro traria.

Imaginando o marido ao seu lado e segurando o filho deles nos braços, Brianna vinha esperando por esse momento por muito tempo. No entanto, isso lhe foi tirado e ela teve que lutar sozinha.

Quando o bebê estava com uma semana de vida, ela deixou que seus sogros cuidassem dele, enquanto ela voltava para o lado do marido. Tendo agora finalmente recobrado a consciência, Austin ainda teria que enfrentar momentos difíceis.

"A nossa vida não é normal. Há visitas a médicos e idas ao hospital - tantas que eu perdia conta. Mas nós estamos aqui, lutando", disse Brianna.

Além de alimentá-lo e cuidar de sua higiene pessoal, a jovem mãe o ajuda com a terapia da fala e a reaprender a andar. Além disso, ela ainda tem que cuidar do filho, que agora tem oito meses. Apesar de todos os dias serem um desafio, Austin ainda está com ela e o filho deles - e isso é o mais importante. Eles irão persistir com as terapias e tratamentos até que ele recupere a saúde. 

Apesar de ter muito trabalho a ser feito, Brianna e Austin ainda têm um ao outro e o poder desse amor irá ajudá-los. Nós desejamos a essa família o melhor.

Fonte:

AOL

Comentários

Também incrível