Por que as 18 águas mais belas do mundo são também as mais perigosas.

Tem gente que ama dar um mergulho e não tem tem medo de aventuras. No entanto, se você é uma dessas pessoas, é bom ficar atento a esses 18 lugares, cujas águas estão entre as mais perigosas do mundo. Sim, elas são lindas e convidativas, mas todo cuidado é pouco, pois elas podem ser mortais.

1. O buraco negro de Andros (Bahamas)

O "Agujero Negro de Andros" (ou buraco negro de Andros), como é conhecido, nas Bahamas, tem 47 metros de profundidade e é realmente um presente para os olhos, mas suas águas são tão sulfurosas, que nadar ou mergulhar nelas pode ser mortal. 

2. O Poço de Jacon, no Texas (EUA)

Este fascinante poço natural no Texas tem apenas 9 metros de profundidade, mas engana bem. Mesmo que tomar banho nele não seja perigoso, para chegar ao fundo é preciso passar por uma cadeia sinuosa de túneis e grutas. Muitas pessoas não precavidas tentaram e nunca mais saíram de lá.

3. O Grande Buraco Azul, Belize

O "Grande Buraco Azul" da costa de Belize, na América Central, parece um paraíso para os banhistas. No entanto, sua beleza é enganosa: muitos mergulhadores acham esse lugar irresistível e se deixam levar por guias inexperientes às suas profundezas. Isso acaba levando muitos amadores à morte. 

4. O Lago Michigan (EUA)

O gigantesco lago Michigan faz fronteira com estados de Indiana, Illinois, Wisconsin e Michigan, nos EUA. Desde que um avião com 58 passageiros caiu em suas águas em 1950, e nem a aeronave ou os passageiros foram encontrados, o lago passou a ser visto como uma espécie de Triângulo das Bermudas. Além disso, todo ano, as fortes correntezas do lago tiram a vida de dezenas de banhistas desavisados. 

5. Horseshoe Lake, na Califórnia (EUA)

O aparentemente idílico Horseshoe Lake (Lago Ferradura), na região montanhosa de Mammoth Mountain, Califórnia, EUA, não é tão inofensivo quanto parece por causa da linda silhueta, pela qual recebeu seu nome. O motivo é a quantidade de dióxido de carbono contida nele, que causou o morte de quatro pessoas e acabou com as árvores que existiam à suas margens. Inúmeras placas alertam sobre o perigo.

6. O Buraco Azul de Dahab (Egito)

O Buraco Azul de Dahab, no Egito, é um dos locais para mergulho mais perigosos do mundo. Sua orientação estranha faz com que os mergulhadores frequentemente se encontrem em uma queda sem retorno de mais de 80 metros. Além disso, ao acumular nitrogênio, a pessoa fica desorientada e com alterações cognitivas. Cerca de 300 mergulhadores perderam a vida nessas águas, que tem a cifra de mortes mais alta por mergulho no mundo. 

7. Rio Tinto, Andaluzia, Espanha

O Rio Tinto, na região da Andaluzia, na Espanha, deve sua cor extraordinária à meteorização de minerais encontrados nos reservatórios em sua extensão. O ácido sulfúrico faz com que a água seja de um vermelho parecido com lava, além de deixá-la tão ácida que poucos microorganismos conseguem sobreviver nela. Apesar de não ser aconselhável se banhar nesse rio, não é perigoso admirar sua beleza.  

8. O lago fervente da Dominica

O lago fervente, na ilha caribenha Dominica, se reconhece já à primeira vista como algo digno de respeito. Suas águas se alimentam de mananciais vulcânicos e são tão quentes que sequer conseguiram medir sua temperatura. Nadar no lago está, por óbvio, estritamente proibido. 

9. Bolton Strid, em Yorkshire, Inglaterra

Esse córrego, que fica em Yorkshire, na Inglaterra, parece um local pitoresco e calmo, saído diretamente de um conto de fadas com suas pedras banhadas em musgo. Porém, sua beleza esconde um perigo: ninguém que entrou em suas águas saiu vivo para contar. Suas correntezas poderosas e turbulentas, suas diferentes e inúmeras profundidades e a força da pressão da água empurram as pessoas rapidamente para o fundo. Segundo a lenda, todos os que se aventuraram nesse local morreram afogados. 

10. O lago Kivu, em Ruanda

O Lago Kivu fica na África Central, em Ruanda, e é aparentemente pacífico e inofensivo, mas suas profundezas contêm uma alta concentração de dióxido de carbono e metano. Desde a década de 70, a quantidade de metano subiu drasticamente e se estima que nos próximos anos continuará a subir. Isso poderia provocar uma explosão de gases, custando a vida das pessoas que vivem nos arredores. 

11. Lago Karachai, Montes Urais (Rússia)

O Lago Karachai, situado ao sul dos montes Urais, na Rússia ocidental, parece um sonho. No entanto, nadar por apenas uma hora em suas águas provoca a morte. Ao longo dos anos, foram derramados tantos resíduos radioativos em suas águas, que as pessoas morreram nesse curto espaço de tempo. Além disso, aproximar-se do lago pode levar a envenenamento por radiação.

12. Lago Mono, na Califórnia (EUA)

O Lago Mono, na Califórnia, é de uma beleza incontestável, mas sua água tem uma grande quantidade de sal, que faz com que ela seja alcalina. Desde que a cidade de Los Angeles desviou a água que corria até o lago, nos anos 40, o nível da água diminuiu e seu conteúdo salino aumentou. Atualmente, apenas sobrevivem ali alguns tipos de caranguejos, uma espécie de alga e algumas moscas na água e nos arredores. Tomar banho nesse lago é claramente uma má ideia. 

13. Lago Monoun, em Camarões

Em agosto de 1984 se produziu no Lago Monoun, ao noroeste da África, em Camarões, uma erupção pliniana (ou límnica), causando a morte de 37 pessoas nos arredores. Desde 2003, a água saturada com dióxido de carbono é desviada até a superfície desde as profundezas do lago com a finalidade de evitar o acúmulo de gás. O ar no lago continua sendo extremamente perigoso por ser rico em CO2. 

14. Lago Nyos, Camarões

O Lago Nyos, também em Camarões, é muito perigoso por motivos semelhantes. Em 1986, o lago de cratera, em formato quase circular, de um vulcão inativo lançou enormes quantidades de dióxido de carbono, matando cerca de 1.700 pessoas em um um raio de 27 quilômetros. Desde 2001, uma desgaseificação controlada com tubos foi realizada para evitar essas tragédias no futuro.

15. Lago Ozarks, no Missouri (EUA)

O Lago Ozarks, no Missouri (EUA), poderia ser tão inofensivo e idílico quanto promete sua aparência, se não fosse pela existência do homem. Como não existe nenhuma política de supervisão do tráfego marítimo, o barcos, barcos a motor e iates navegam por ali de maneira implacável, colocando as pequenas embarcações e os banhistas em grave perigo. O lago é considerado o terceiro mais perigoso dos Estados Unidos. 

16. Rio Tualatin, Oregon (EUA)

A água azul turquesa do Rio Tualatin, no estado americano do Oregon, deve sua cor a um tipo de alga selvagem que acabou com a vida de dezenas de cães que entraram nela. Mas as pessoas também precisam ter cuidado: beber um pouco dessa água produz forte náusea e diarreia. Isso pode provocar paralisia e a morte. Mesmo que atualmente se bombeie grandes quantidades de água limpa até o rio para acabar com a concentração dessa alga perigosa, ela persiste e continua crescendo.

17. A Lagoa Azul de Derbyshire (Inglaterra)

Quando uma pedreira em Derbyshire, na Inglaterra, foi inundada, a população ficou feliz com sua sorte: é que, por causa disso, se criou um pequeno lago com água tão brilhante que rapidamente foi batizado de "Lagoa Azul". O lugar rapidamente se transformou em um ponto de veraneio. No entanto, logo veio a desilusão. A água contém um pH de 11,3, um valor muito alto e de maneira alguma recomendável para a pele humana. Os que nadaram ali desenvolveram várias doenças de pele, e quem bebeu a água teve que ir urgentemente ao médico. O lixo e cadáveres de animais também transformaram a água em uma fonte abominável de infecção, na qual você não deve querer colocar nem o dedo do pé. 

Para evitar e que as pessoas tomassem banho ali, a comunidade tomou uma decisão extraordinária: tingir a água de preto.

18. Lago Natron, Tanzânia

O Lago Natron, na Tanzânia, no continente africano, está aos pés do vulcão "Ol Doinyo Lengai". Suas águas contêm uma alta quantidade de carbonato de sódio, que chega ao lago por causa do vulcão. Sua alcalinidade pode alcançar um nível de pH até 10,5, suas águas vermelhas chegam aos 60 °C e seus sais conservam seres que morrem às suas margens em uma crosta grossa. 

É fascinante como a beleza anda de mãos dadas com o perigo em muitas ocasiões. E, em alguns casos, a primeira deve ser apreciada a uma distância considerável. 

Fonte:

Brightside

Comentários

Também incrível