10 mulheres que se sentem melhor depois de terem engordado.

Em um mundo saturado de publicidade onde reina a beleza ligada à magreza, as pessoas acabam se comparando com os modelos e celebridades que a povoam. Ao fazer isso, é fácil esquecer que o corpo de cada um é diferente e tem suas características individuais.  

As 10 mulheres deste artigo estavam presas a essa maneira de pensar, até que, por fim, se libertaram e começaram a tratar seus corpos com mais amor. Elas são a prova de que não há nada de mais em ganhar uns quilinhos. Pelo contrário: estas 10 mulheres saudáveis e cheias de autoestima se sentem maravilhosas do jeito que são hoje. 

1. Jolene Jones

Esta jovem americana mudou completamente quando deixou de levantar peso e de só comer frango com batata doce. "Alguns vão dizer que me descuidei, mas não se pode colocar um preço na felicidade. Para mim, isso foi me encontrar e me dar conta de que é possível ter mais de uma paixão", explica a jovem sobre sua transformação.

2. Emma O'Neil

 

Ein Beitrag geteilt von Emma (@emlouisefitness) am

A britânica Emma queria, como muitas outras jovens, imitar seus ídolos do mundo da moda e começou a fazer exercício e dieta. Em retrospectiva, ela se dá conta de que sabia pouquíssimo sobre alimentação saudável e sobre seu próprio corpo. "Eu me sentia muito insegura comigo mesma e com meu corpo. Fazia muito exercício, e fazia mal. Além disso, minha relação com a comida não era saudável". Agora, ela aprendeu que, de vez em quando, é possível comer coisas nem tão saudáveis sem precisar se sentir mal por isso.

3. Liza Golden-Bhojwani

Por seu desejo de ser modelo, Liza praticamente já não comia. Durante a semana de moda de Nova York, ela consumiu entre 250 e 500 calorias por dia para não engordar nem um grama. Por um lado, ela estava muito feliz por dividir a passarela com seus ídolos; por outro, sempre sentia fome. Finalmente, ela abandonou essa prática após desmaiar algumas vezes enquanto preparava a comida. 

A partir desse momento, ela começou a comer mais, mas, sobretudo, coisas pouco saudáveis. Com isso, vieram as flutuações de peso, que ela tentou compensar com exercício. Quando conheceu seu marido na Índia, ela finalmente chegou a um peso saudável e agora trabalha para três agências de modelos, porém, desta vez, como modelo plus size (44). 

4. Megan Jayne Crabbe

Desde os 15 anos, Megan Jayne Crabbe sofreu com transtornos alimentares. Ela estava magra demais, até que decidiu optar por uma vida mais saudável. Megan começou um treinamento para ganhar força e aumentou progressivamente o consumo de calorias. Depois de um tempo, ficou em forma e ganhou músculos. No entanto, isso não a fazia feliz, então ela voltou a deixar tudo de lado. Como resultado, seu corpo mudou novamente. "Eu sei que não É PRECISO engordar para aprender a se amar. Mas era o que meu corpo e minha alma necessitavam para serem felizes", explica em sua conta no Instagram. 

5. Emily Skye

7 anos e 13 quilos separam estas duas fotos da australiana Emily. No passado, a jovem se torturou na esteira da academia e comeu menos do que devia. Seu objetivo era estar o mais magra possível. No entanto, ela não comia bem, nem era feliz, pois tinha que lutar contra sua depressão. "Hoje, como mais do nunca em minha vida e amo ter músculos. Já não me preocupo com a minha aparência, porque estou feliz comigo mesma", explica. 

6. Mackenzie Forbes

Antes de comer de maneira mais saudável e levantar peso, Mackenzie pesava 38 kg. Atualmente, a canadense pesa quase 64 kg e está mais feliz do que nunca. "Quando olho para trás, acho graça em ter pensado que estar mais magra me faria ser mais feliz e popular", explica. 

7. Julia Bässler

Julia estava obcecada com o peso que o ponteiro da balança marcava toda manhã: 38 kg. Não é de se estranhar que o máximo de calorias que ela se permitia ingerir fosse 500. Hoje, ela está feliz por ter começado a fazer musculação. "Não só eu ganhei 12 kg, como também aprendi muito sobre mim e o meu corpo", relata a jovem.

8. Nathalia Novaes

Nathalia trabalhou como modelo durante anos e sempre teve que lidar com a pressão de se manter magra e em forma. A jovem passava fome e tomava laxantes para manter o peso e a barriga reta. Mas, em um momento, decidiu que não aguentava mais a pressão e passou a comer de maneira saudável e com regularidade. Atualmente, ela veste tamanho 36 e segue desfilando em grandes passarelas. A diferença: agora ela é feliz.

9. Tatiana K.

Durante anos, Tatiana se sentia mal humorada por ter que se proibir de comer para manter o peso. "Me sentia insegura e sempre procurava não comer muito". A realidade é que seu peso estava abaixo do considerado saudável. Um dia, ela decidiu deixar de se sentir infeliz e começou a fazer musculação. Em uns 3 meses ganhou cerca de 16 kg, além da autoestima que sempre desejou.

10. Charli Howard

Charli sofreu com transtornos alimentares desde sua adolescência, e a isso chamava de seu demônio pessoal. "Você só deseja desaparecer, porque pensa que não vale nada". Quando a agência de modelos para a qual trabalhava lhe disse que ela tinha que emagrecer ainda mais, decidiu que era hora de trilhar um caminho para a vida saudável, e começou a engordar. Quando os primeiros quilos apareceram na balança, a agência a demitiu. Na verdade, ela aumentou 6 números de manequim, e também a autoestima. Suas curvas também lhe proporcionam êxito: recentemente, ela foi capa da revista britânica Vogue. 

Não é só emagrecer que é admirável: ganhar peso, também. Se livrar dos estereótipos e ideais de beleza e apostar em seu corpo merece ser celebrado. Estas mulheres são um exemplo de que é necessário se amar (e a nossos corpos) em primeiro lugar, sem se importar com as expectativas dos outros. 

Comentários

Também incrível