10 imagens que mostram o quão grande algumas coisas realmente são.

Uma vez que não encontramos petroleiros, foguetes ou certos tipos de aviões todos os dias, é bem difícil imaginarmos o verdadeiro tamanho desses e outros objetos.

Para nos dar uma ideia do quão grande algumas máquinas, edifícios e até mesmo animais são, o estudante Kevin Wilbish Collagen fez algumas montagens comparando-as com coisas mais comuns. Veja as 10 imagens abaixo e impressione-se: 

measuring tape

1) Motor de um foguete

O motor de foguete F-1 já havia sido desenvolvido nos anos 1950. Ele enviou, por exemplo, o foguete Saturn-V ao espaço e foi parte do programa Apollo no primeiro pouso na Lua.

O motor tem um diâmetro de cerca de 4 metros, o que é suficiente para ser colocado por cima de um carro Smart. 

Imgur/KevinWisbith

2) Escorpiões pré-históricos 

Devido ao maior teor de oxigênio no ar, insetos e aracnídeos pré-históricos eram bem maiores do que os atuais. O pulmonoscorpius, por exemplo, viveu há 340 milhões de anos e media cerca de 70 cm.  

Logo, ele media mais ou menos o mesmo que um gato de estimação atual. A foto abaixo demonstra bem como seria se esses animais do período Carbonífero ainda existissem. 

Imgur/KevinWisbith

3) Burj Khalifa

O arranha-céu Burj Khalifa em Dubai é a maior construção do mundo, com 828 m de altura. Esse título foi, até 1972, do Empire State Building, em Nova York. Se o atual defensor do título ficasse ao lado do ex-maior edifício do mundo, eles seriam mais ou menos assim: 

Imgur/KevinWisbith

4) Mina

Uma das mais profundas minas a céu aberto do mundo é a mina de diamantes Mir, na Sibéria, com 525 m de profundidade. Na superfície, seu diâmetro é de 1,2 km. Para se chegar do fundo da mina à superfície, os veículos pesados precisam de duas horas.

Com uma altura de 527 m, a Willis Tower (anteriormente Sears Tower), finalizado em 1974 e atual segundo maior edifício dos EUA, caberia facilmente no buraco e ainda ficaria com alguns metros para fora.  

Imgur/KevinWisbith

5) Asteroide

O asteroide de nome Dionysus (batizado em homenagem ao deus grego Dionysos) é parte de um cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter e tem um diâmetro de cerca de 1,5 km. Com esse tamanho, ele não seria mais longo do que a ponte Golden Gate, em San Francisco, nos EUA.

Já o maior asteroide do cinturão, Sisyphus, mede aproximadamente 8,5 km. Melhor nem imaginar o que aconteceria se ele caísse na Terra. 

Imgur/KevinWisbith

6) Estrela da Morte 

Agora, outro perigo do espaço, mas fictício: a Estrela da Morte, de "Star Wars". Segundo fontes, a arma mortal do Império tem entre 160 a 900 km de diâmetro e pode destruir um planeta inteiro com um tiro.

Se a Estrela da Morte realmente existisse e estivesse na órbita terrestre, ela poderia mergulhar uma grande parte da Flórida na escuridão de um eclipse solar. Além disso, cientistas calcularam que a sua construção custaria cerca de 690 bilhões de euros (aprox. R$ 2,6 trilhões).

Imgur/KevinWisbith

7) Radiotelescópio

Na busca por extraterrestres, nós construímos radiotelescópios cada vez maiores para tentar captar ondas sonoras no espaço. O maior deles tem um diâmetro de 500 m e fica na província chinesa de Guizshou. Se ele ficasse em Las Vegas, seria mais ou menos assim:  

Imgur/KevinWisbith

8) Tanques de gasolina

O navio mais comprido do mundo tem 458 m é o petroleiro Seawise Giant, que existe desde 1979. Daria até para colocar o Empire State em cima dele. 

Em Nova York, o petroleiro teria espaço suficiente no maior lago do Central Park. Quem não mora em Nova York continuará tendo dificuldades em imaginar o tamanho do petroleiro e do lago. 

Imgur/KevinWisbith

9) O Titanic

Quando foi encomendado, em 2 de abril de 1912, o Titanic era o maior navio do mundo, com 270 m. Hoje em dia, ele caberia em um porta-aviões da classe Nimitz, cujos navios têm 333 m de comprimento e que foram os maiores navios de guerra do mundo até 2017, quando um novo tipo de porta-aviões foi encomendado. 

Imgur/KevinWisbith

10) Bombardeiros B-2

O bombardeiro Northrop B-2 Spirit, dos EUA, é o avião de combate mais caro do mundo. Ele foi produzido entre 1988 e 1997 e só tem 21 unidades, que pertencem à força aérea americana. 

O B-2 tem um comprimento de asa a asa de exatos 52,43 m e caberias sem problemas em um estádio de futebol americano. Só podemos imaginar como ele pousaria e sairia de lá.  

Imgur/KevinWisbith

É incrível como certas criações humanas podem ter dimensões tão grandes. E vê-las nessas montagens é ainda mais interessante. 

Comentários

Também incrível