Garota de 6 anos é quase cortada ao meio em acidente.

A negligência de um pai de Richmond, Virgínia (EUA), quase levou sua pequena filha a uma morte terrível.

Samantha Swartwout, de 6 anos, estava no banco de trás do carro quando seu pai perdeu o controle do automóvel e bateu contra uma árvore. 

O acidente poderia ter ocorrido sem grandes consequências, uma vez que ambos estavam de cinto. Porém, nesse dia, o pai de Samantha havia esquecido a cadeira infantil no qual a menina geralmente se sentava.

A garota, por não estar na cadeirinha, provavelmente se incomodou com a posição do cinto de segurança, e resolveu deslizá-lo para baixo de seu ombro, ficando assim presa pelo abdômen. No momento do impacto, o cinto não estava mais horizontal e, sim, sobre o torso da criança, na vertical.   

No acidente, quando o corpo da menina foi arremessado para frente com enorme força, algo terrível aconteceu: o cinto atravessou a pele e os músculos da menina, cortando o abdômen da menina e quase a dividindo ao meio.

Os paramédicos encontraram a criança com as entranhas para fora e já contavam com o pior. Felizmente, com a ajuda dos médicos, eles fizeram o impossível e salvaram a vida da menina. 

Através de cirurgias, os ferimentos de Samantha foram fechados, e um grande curativo foi colocado no torso para segurar a pele do abdômen.  

Samantha se recuperou incrivelmente rápido e, depois de três semanas, pôde deixar o hospital. Porém, o choque foi ainda mais profundo do que os ferimentos físicos. Ela sofria com pesadelos e tinha medo de ficar sozinha. Antes que estivesse totalmente recuperada, ela precisou passar por mais uma operação. A ferida abdominal a impede de fazer movimentos simples e ela se pergunta se um dia voltará a levar uma vida normal como a das outras crianças.

Se Samantha tivesse sido colocada em sua cadeirinha e corretamente presa pelo cinto de segurança, ela teria sido poupada de muitas dores e dos pesadelos. 

Sua mãe Shelly falou publicamente sobre o sofrimento de sua filha para conscientizar outros pais: "Sempre coloque seus filhos pequenos na cadeirinha e certifique-se de que o cinto de segurança está corretamente preso", diz ela. 

Essas pequenas coisas podem significar a diferença entre a vida e a morte. 

Fonte:

Today

Comentários

Também incrível