Garota com membros encurtados tem que viver em uma bacia.

Rahma Haruna de 21 anos, de Kano, na Nigéria, uma jovem é alegre e de olhos brilhantes. Ao mesmo tempo, sua dor é inevitável: ela sofre de uma doença que virou sua família de pernas para o ar. Os braços e as pernas de Rahma são tão curtos, que ela tem que viver em uma bacia de plástico.

Youtube/ Barcroft TV

No seu nascimento não havia nenhuma evidência de que isso fosse acontecer, já que Rahma veio ao mundo como um bebê saudável. O primeiro sinal de problema apareceu quando ela, de repente, teve uma febre alta e dores no estômago aos seis meses de idade, e depois disso, algo impensável aconteceu: de repente, seus membros pararam de crescer. Desde então ela tem vivido neste estado que não se alterou nos 18 anos seguintes. Desde que ela consegue se lembrar, seu irmão mais novo, Fahad, de apenas 10 anos, a tem carregado dentro de uma bacia de plástico azul para a aldeia, onde Rahma implora por comida e dinheiro. Para aumentar ainda mais o infortúnio deles, a família dela é muito pobre e mal pode comprar os seus remédios.

Youtube/ Barcroft TV

O pai de Rahma teve que vender quase todas as suas posses para pagar as contas dos remédios da filha. Na aldeia supersticiosa onde Rahma mora, se diz que um espírito muito raivoso amaldiçoou o pai dela, e que a aflição da menina é o castigo. Maldições são vistas por muitas religiões como a causa para deficiências psicológicas e físicas porque pessoas com pouco acesso a educação não têm como se informar. Esta acusação cai duramente sobre este homem, e ainda assim ele não pode (e nem deseja) sair da aldeia porque ele não quer abandonar a filha nem a família.

Youtube/ Barcroft TV

Um vídeo mostrando Rahma em sua bacia despertou muito interesse na internet. Isso fez com que a família ganhasse uma cadeira de rodas, como resultado da atenção que o caso dela recebeu na Nigéria. Essa ajuda foi bem recebida pela família, porque agora Rahma pode ser transportada com mais facilidade.

Youtube/ Barcroft TV

A família de Rahma se agarra à esperança de que um dia dinheiro suficiente seja doado para dar à menina a oportunidade de ser examinada por um profissional, e em um hospital. Até agora, não há nenhum real diagnóstico para a condição dela. Apesar de estar presa pelo que parece ser um destino muito cruel, esta jovem se agarra a um sonho de vida: Rahma deseja ter e administrar um supermercado para que as pessoas de sua região possam comprar comida e outras necessidades do lar, e ela espera que isso ajude sua família a ganhar um meio de vida decente.

Youtube/ Barcroft TV

Neste vídeo você pode ver um pouco mais da história de Rahma:

 

Esperamos que Rahma tenha a possibilidade de ser examinada completamente. Mesmo que ela nunca reclame, ela sofre de dores frequentemente. Como a família dela lida com seu destino e aguenta a hostilidade de seus vizinhos é realmente admirável.

Fonte:

bild.de

Comentários

Também incrível