Bolsa oferecida pelo namorado leva mulher de 29 anos a uma terrível descoberta.

Para a maioria das pessoas em um bom relacionamento, dar presentes não é algo incomum. Não precisa ser nada chique. Até mesmo um pequeno, mas atencioso gesto pode mostrar à outra pessoa como ela é querida e trazer um pouco mais de alegria ao seu dia-a-dia.  

Jade Lagden, da cidade inglesa de Chessington, é uma professora em uma escola primária e mãe de uma criança de 11 anos. E ela estava animada quando seu namorado Tony a surpreendeu com uma bolsa de marca. 

Ela era tão prática e linda que Jade começou a levá-la para todos os lugares. Ela não tinha a menor ideia de que essa mesma bolsa acabaria levando-a ao médico na hora certa. 

Imediatamente, ela começou a sentir dor em seu ombro no mesmo lado em que carregava a nova bolsa. A dor subiu para seu pescoço. Ela presumiu que a bolsa fosse a culpada.

Colocá-la um pouco mais baixa? Ok. Tirar algumas coisas? Sim, isso também. Nada ajudou. 

Seis semanas depois, a dor tinha ficado bem pior, e ela decidiu ir ao médico. Talvez a bolsa tivesse mesmo lhe dado uma distensão, mas uma tomografia computadorizada mostrou que a terrível dor no ombro não era apenas por causa da bolsa, mas também por causa de outra coisa. 

Jade recebeu um diagnóstico chocante: aos 29 anos, ela tinha câncer de mama. E ele já tinha se espalhado para seu fígado e nódulos linfáticos. A dor em seu ombro vinha de um nervo que conectava o fígado à garganta. 

Na verdade, essa não era a primeira vez que Jade tinha câncer. Ela já tinha lutado contra um em 2013 e o venceu com a ajuda de radiação e quimioterapia (ou era o que ela pensava). Ela até tinha feito uma mastectomia e colocado implantes depois. 

Mas nem a dura cirurgia pela qual passou além das outras terapias foi o suficiente. Naquele momento, o câncer de Jade não parecia ser curável, mas ela estava determinada a desacelerar seu crescimento com quimioterapia e aproveitar ao máximo o tempo que lhe restava com seu filho.

Sem a bolsa para tornar a dor mais intensa, ela não teria ficado ruim o bastante para ir ao médico e o câncer teria se espalhado ainda mais. Quantos de nós não fazem isso? O método "esperar para ver" de lidar com nossas dores. 

Logo, a bolsa garantiu que ela tivesse um pouco mais de tempo com seu filho e seus alunos e pudesse aproveitar a vida. 

Hannah Forbes e Zoe Corcoran, amigos de Jade, começaram uma página de doações online para arrecadar dinheiro para ela. A ideia é que, no tempo que ainda lhe resta com a família, ela possa ter tantos momentos maravilhosos quanto possíveis para que seu filho se lembre dela. 

Que reação incrível diante da situação que eles vivenciaram!

Para chamar a atenção para seus esforços, eles se comprometeram a fazer algo memorável (e corajoso): eles pularam de paraquedas em fevereiro de 2017!

Essa mãe forte expressou sua gratidão por tudo que sua família, seus amigos (e mesmo desconhecidos) deram a ela, e quer encorajar outros a prestarem atenção aos sinais de alerta que seus corpos mandam. 

Comentários

Também incrível