Bebê fica inconsciente por causa de cadeirinha do carro, e mãe alerta.

Para a família Clark, da Escócia, um dia normal começava: a mãe Kirsti e o pai Christopher arrumaram sua filha de 3 anos, Malena, e a bebê de três semanas, Harper, para um passeio de carro até o shopping. Na volta para casa, eles ficaram presos no trânsito, fazendo com que a família inteira tivesse que ficar mais de uma hora e meia dentro do veículo.

Como era tarde e já tinha passado da hora da criança de 3 anos dormir, os pais deixaram a bebê confortavelmente na sala de estar enquanto levavam a irmã mais velha para a cama. Quando Christopher levantou a pequena mais tarde, ele notou que algo estava errado. 

Os lábios de Harper estavam azuis e espuma saía de sua boca! Em pânico, os pais levaram a bebê o mais rápido possível ao hospital. Lá, os médicos afirmaram que a bebê tinha sofrido uma falta aguda de oxigênio por passar tempo demais no assento de bebê.

Bebês ainda não têm força muscular suficiente para suportar a cabeça devidamente. Uma postura caída por muito tempo, como na cadeirinha de bebê no carro, não os deixam receber oxigênio suficiente e, na pior das hipóteses, pode levar à morte por sufocação.  

Quando Kirsti e Christopher descobriram o que aconteceu, eles ficaram em choque: "Nós não conseguíamos acreditar", relembra a escocesa. "Eu não conseguia entender por que ninguém nunca nos disse isso. Nós tínhamos ouvido falar que não se pode deixar o bebê no assento o dia inteiro, pois poderia dar cãibras na coluna espinhal, mas não sabíamos de outros perigos."

"Assim que eu e Chris compreendemos o que tinha acontecido, nós ficamos muito bravos com nós mesmos - nós tínhamos feito aquilo com nosso bebê. Foi horrível. Mas nós conversamos com muitas pessoas e elas também nunca tinham ouvido falar naquilo ou tinham opiniões divergentes sobre o máximo de tempo que um bebê podia ficar num assento. Então, nós soubemos que tínhamos que compartilhar a história de Harper e conscientizar outros pais."

De acordo com especialistas médicos, principalmente crianças com menos de dois meses não devem ficar mais de uma hora por vez no assento do carro, para que sua saúde não seja prejudicada.

A pequena Harper conseguiu se recuperar completamente. Felizmente, seus pais perceberam a tempo que algo estava errado com a pequena, para que ela pudesse ser tratada rapidamente e o pior pudesse ser evitado. Agora eles avisam todos os outros pais deste perigo, para que eles não tenham que passar pelo mesmo.

Comentários

Também incrível