Mãe encontra prova em vídeo dos maus-tratos de bebê em creche.

AVISO: este artigo contém imagens que alguns leitores podem considerar perturbadoras.

Atualmente, o salário de uma só pessoa não costuma ser o bastante para sustentar toda uma família. Por isso, muitos casais são obrigados a deixar seus filhos em creches enquanto trabalham. Eles esperam que, além de serem bem cuidados, os pequenos também tenham a oportunidade de brincar com outras crianças.

Porém, quando a creche não tem recursos suficientes, os poucos funcionários do local não conseguem ficar de olho em todas as crianças o tempo todo, o que pode acabar dando errado.

Em uma manhã, quando a jovem mãe Tracy Blinov, de Missoula, Montana (EUA), precisou ir trabalhar, ela deixou sua filha Eliana, de 7 meses, na creche "Busy Hands Daycare". 

Contudo, pouco tempo depois, o celular de Tracy tocou: era a diretora da creche, que pediu para que ela voltasse rapidamente. Ela disse que Eliana havia sido mordida por uma outra criança na creche.

Tracy voltou o mais rápido possível. O que ela viu quando chegou superou seus piores temores: sua filha havia sido mordida diversas vezes. 

Crianças morderem umas às outras é algo frequente. Porém, o rosto inteiro de Eliana estava coberto por dolorosas marcas de dentes. Como isso poderia ter acontecido sem que os funcionários da creche notassem?

Furiosa, Tracy exigiu ver o vídeo da câmera de segurança - e o que ela viu revirou seu estômago. A criança mais velha, que havia mordido sua filhinha, pôde fazer isso sem impedimentos por mais de um minuto e meio, sem que ninguém percebesse.

Ao todo, Eliana tinha 10 mordidas no rosto e pelo resto do corpo. A criança de 2 anos que a atacou tinha sido expulsa há uma semana de outra creche porque mordia frequentemente os outros pequenos.

Como os pais dessa criança omitiram esse fato da direção da "Busy Hands", os funcionários não sabiam que o bebê era um "mordedor" e apresentava algum perigo. Eles afirmaram que foram ajudar Eliana assim que ouviram seus gritos. 

Os machucados foram tão profundos, que a menina teve que tomar antibióticos por garantia. Tracy organizou uma investigação para responsabilizar a diretoria da creche. Felizmente, Eliana melhorou e já consegue rir novamente. 

Que pesadelo! Instituições desse tipo devem estar sempre bem equipadas e com funcionários bons o bastante para que todas as crianças possam ser bem cuidadas e protegidas - até mesmo umas das outras.

Fonte:

Newsner

Comentários

Também incrível