Homem cego cai no choro porque ninguém lhe cede um assento.

A vida de pessoas com necessidades especiais não é fácil. Dos meios de transporte aos supermercados, a maioria dos lugares é feita para as pessoas que não precisam se preocupar com restrições. Ainda que muitas estações de trem, aeroportos e outros locais tenham facilitado o acesso e a mobilidade dessas pessoas, cadeirantes e deficientes visuais, por exemplo, muitas vezes ainda dependem do auxílio dos outros.

Infelizmente, como Amit Patel bem sabe, muitos não querem nem saber. O britânico de 37 anos ficou cego do dia para a noite em 2012 por causa de uma hemorragia, e desde então depende de sua cadela-guia Kika. O ex-médico está frequentemente andando pelas ruas de Londres e muitas vezes precisa lidar com pessoas rudes. Às vezes, a situação é tão estressante que o leva às lágrimas, como aconteceu em 27 de março deste ano. 

Em uma terça-feira, Amit queria ir de trem da estação New Eltham até Waterloo East. Obviamente, Kika estava com ele. 

"Nós andamos embaixo de chuva até o fim da estação para que pudéssemos embarcar no vagão designado para pessoas com necessidades especiais. Ainda que eu tenha dado o comando 'procure um assento!' para Kika, em voz alta, ninguém cedeu seu lugar", escreveu Amit no Twitter. "Eu precisei ficar parado de costas para a porta e ficar atento para não cair. Eu escorreguei o tempo todo de um lado para o outro, pois o chão estava molhado. Mostrem um pouco de humanidade, gente!"

Porém, não é apenas Amit que enfrenta dificuldades nessa situação. Ela também não foi fácil para Kika. Muitos não sabem que cuidar do dono é realmente um trabalho para a cadela.

"Infelizmente, todos os dias somos ignorados quando pedimos por um assento. Ontem, eu fiquei muito frustrado, pois o chão estava molhado e Kira escorregava de um lado para o outro. Ela estava claramente incomodada. Kika cuida de mim todos os dias e eu me senti inútil", contou o ex-médico em outro tweet. 

Esse desamparo deixa Amit para baixo. O homem de 37 anos não precisa apenas viver com sua falta de visão, como Kira também sofre. Como muitas pessoas não se preocupam com eles, o trabalho da cadela é ainda mais difícil do que deveria ser. 

"As pessoas podem ser tão egoístas. Elas fingem que não escutam ou veem quando alguém pergunta se um lugar está vago. É realmente humilhante quando tento encontrar algo para segurar e, ao mesmo tempo, tenho que prestara atenção em Kika. Nesses momentos, você pode ver uma lágrima escorrendo pelo meu rosto. A vida já é difícil o suficiente ", diz Amit no Twitter.

Amit publica regularmente fotos e vídeos da câmera de Kika para conscientizar as pessoas sobre o trabalho dos cães-guia.

Se todos cuidassem mais de pessoas como Amit, tais situações poderiam ser evitadas. O homem de 37 anos nunca mais precisaria chorar.

Fonte:

standard, yahoo

Comentários

Também incrível