Mãe transforma quarto da filha em centro de detenção juvenil.

Discussões sobre como criar um filho podem ser inacabáveis. Amanda Mitchell, uma mãe solteira da província canadense de Terra Nova e Labrador, por exemplo, levantou um enorme debate no Facebook com o seu método de criação. E tudo começou porque sua filha começou a importunar outras crianças da escola.

Pouco depois, a mãe transformou o quarto da filha em uma verdadeira "cela" de um centro de detenção juvenil. 

Amanda ainda desabafou sobre o comportamento da filha no Facebook: 

"Normalmente eu não posto este tipo de coisa, mas eu estou tão envergonhada com a atitude de Hannah que eu preciso compartilhar.

Resumindo:

Na sexta-feira, eu recebi uma ligação da professora de Hannah explicando como ela andou se comportando durante a semana na classe e com as outras pessoas. Em ao menos dois dias seguidos, ela foi flagrada andando pelos corredores durante o almoço, sendo que ela tem que ficar dentro da sala. Ela também provocou a sua melhor amiga e realmente magoou os sentimentos dela. Além disso, ela contava mentiras para os professores sobre a outra (incrível!) professora. Enfim, se comportando como uma babaca.

Sim, eu disse babaca! Por quê? Porque ela está simplesmente se comportando como uma. Normalmente, ela não é assim, mas se a carapuça serve, não é mesmo?

A consequência: um quarto vazio. Ela não tem mais nada. Bem-vinda ao centro de detenção juvenil da mamãe, mocinha. Ela usará a mesma roupa (inclusive uma camisa antibullying) durante a semana toda. Eu as lavarei todas as noites enquanto ela dorme, mas não vou lhe contar. Exagerado? Não na minha opinião. Quando ela for adulta e fizer algo contra a lei, a consequência será a prisão, e isso não é o que quero para meus filhos. Eu acho que o principal problema desta geração é desqualificar a punição. Punir é ruim, nós devemos apenas reforçar as coisas boas - NÃO nesta casa.   

Então, esta criança ganhará suas coisas de volta uma de cada vez. Todos os dias desta semana ela irá escrever...

50 vezes cada uma:

  • Eu nunca mais vou mentir.
  • Eu serei amigável com todo mundo.
  • Eu me comportarei na escola.
  • Eu sou dona de mim mesma e tomo minhas próprias decisões (ela está tentando culpar a amiga pelo seu mal comportamento).
  • Eu devo assumir meus erros.

Esta criança aprenderá da pior forma a nunca mais se comportar como uma babaca."

Após publicar esse post, os comentários sobre o método não-convencional de Amada foram bem variados. Enquanto alguns aplaudem e apoiam a decisão da mãe, outros consideram seus métodos exagerados.

Uma pessoa concorda completamente com Amanda:

"Maravilhoso! É assim que se ensina às crianças as consequências de seus erros. Só assim elas aprendem."

Uma outra pessoa acha que essa não é a forma correta de punir uma criança:

"Uau. Eu acho isso exagerado e beira a violência psicológica. Quantos anos tem a sua filha? Eu consigo compreender a proibição dos brinquedos e eletrônicos, mas fazer ela usar as mesmas roupas por 1 semana e deixar o quarto completamente vazio... exagerado."

Amanda já deletou o seu post, no entanto, a mãe de dois ainda defende a sua atitude:

"Eu sei que a machuquei. Eu faço de tudo para colocá-la no caminho certo. Eu expliquei que fiz isso porque a amo e só quero que ela se torne uma pessoa responsável."

O que você acha: a mãe exagerou ou fez o correto? Deixe sua opinião nos comentários. 

Fonte:

UNILAD

Comentários

Também incrível