Mulher só descobre que está grávida 30 minutos antes do parto.

Hoje com 23 anos, a estudante Ally Opfer vivia com os pais em Cleveland, Ohio (EUA), quando um acontecimento em dezembro de 2016 mudou sua vida para sempre.  

Quando Ally acordou no dia 21 de dezembro de 2016, ela estava de ótimo humor, pois iria com as outras líderes de torcida para um jogo de basquete. Infelizmente, ela começou a sentir dores abdominais muito fortes nesse dia, e assumiu que sua menstruação estava próxima.  

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

 

Na noite seguinte, Ally continuou com dores, que não paravam nem com a ajuda de remédios. Pior ainda: eram tão fortes que sequer deixavam a jovem dormir. 
De manhã, Ally disse a seus pais sobre sua terrível dor menstrual. Ainda assim, por não querer fazer papel de fraca, ela até ajudou o pai a levar um sofá para o segundo andar. Porém, o esforço físico foi demais para ela - com contrações quase insuportáveis, ela arrastou-se de volta para a cama, na esperança de finalmente dormir e então melhorar.

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

À medida que as cólicas continuavam a piorar à noite e vinham em intervalos variados, a família decidiu fazer um teste de gravidez - mas o resultado foi negativo.
No entanto, Ally rejeitou veementemente a sugestão de seus pais de ir ao pronto-socorro, pois estava relativamente bem e não queria ir ao hospital por causa de problemas menstruais comuns. Às 23 horas, no entanto, a dor tornou-se tão intensa que Ally aceitou procurar orientação médica.

Ao chegar no hospital, ela foi examinada e, analisando os testes de gravidez negativos e sua aparência, os médicos disseram que ela não poderia estar grávida. A foto a seguir mostra a jovem no alto de sua gravidez. 

Devido aos sintomas, o médico suspeitou de cálculos renais, uma vez que o exame de sangue de Ally indicava uma infecção e sua pressão arterial era muito alta. Para confirmar, o médico pediu um ultra-som.

Ally jamais esquecerá a conversa após esse exame - eles lhe disseram que ela não estava sofrendo de cálculos renais.

"Então o médico me perguntou:" Você está grávida? " Claro que eu respondi que não. Então ele disse: "Bem, parece que você está na 39ª semana de gravidez e com uma dilatação de 10 cm. Você tem muitas contrações e precisamos levá-la urgentemente para a sala de parto e trazer o bebê ao mundo. "Quando Ally ouviu essas palavras, seu mundo silenciou. Em choque absoluto, ela não conseguiu pensar direito: "Eu não sabia que estava grávida".

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

Ally foi rapidamente levada à sala de partos. Seus pensamentos se moviam em círculos. Suas emoções estavam loucas: a perplexidade, o desamparo e o pânico cresciam na jovem. Como ela não poderia ter notado a gravidez? Estava tudo bem com o bebê? Ela não entendia, pois tinha feito alguns check-ups e treinava como líder de torcida, um esporte extremo que definitivamente não é adequado para mulheres grávidas. Tudo era muito estranho. 

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

Um exame na sala de parto mostrou que o feto estava bem, mas estava em má posiçã, o que tornou impossível o parto normal. Além disso, a condição de Ally deteriorou-se rapidamente: sua pressão sanguínea saltou para alturas inesperadas. Aparentemente, a futura mãe sofria de uma forma particularmente grave de pré-eclâmpsia, um envenenamento por gravidez que pode acabar com a morte da mãe e da criança.

Por isso, eles precisaram fazer uma cesariana de emergência. Enquanto isso, a mãe de Ally não saía de seu lado. Ally estava em uma espécie de transe e ainda não conseguia entender o que estava acontecendo - ela estava completamente sobrecarregada com a situação.

No entanto, quando um bebê chorou pela sala de operações às 3:31 da manhã de 23 de dezembro de 2016, Ally, em lágrimas, percebeu que tinha acabado de se tornar mãe.

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

Enquanto Ally e seu filho Oliver estavam se recuperando do parto, eles comemoraram seu primeiro Natal juntos no hospital. Poucos dias depois, eles finalmente puderam ir para casa e começar suas vidas juntos: "Eu estava tão animada para mostrar a Oliver a sua casa e viver com ele. Recebi tanta ajuda da minha família inteira. Tornar-se mãe é uma grande mudança, mas se tornar mãe sem esperar é indescritível."

 

Ein Beitrag geteilt von Ally Opfer (@allllyy_op) am

Estar grávida e não perceber? Isso parece inconcebível para pessoas de fora. No entanto, essas gravidezes não são tão raras como se pensa. Nesses casos, todos os sintomas são simplesmente empurrados para o subconsciente, especialmente quando as mulheres estão em uma situação de vida na qual uma criança não se encaixaria.

No entanto, Ally e Oliver rapidamente se acostumaram um com o outro e construíram uma vida feliz juntos. O pequeno tem mais de um ano de idade hoje e está ótimo. A jovem líder de torcida tornou-se uma mãe maravilhosa que ganhou sua maior surpresa: seu filho.

Comentários

Também incrível