10 coisas que desaparecerão em um futuro próximo.

O que o futuro nos reserva? Desde tempos imemoriais, xamãs, oráculos e horóscopos tentam descobrir o que nos espera nos tempos vindouros. Tudo isso é uma prova de que esta é uma das questões que mais preocuparam o ser humano desde sempre.

Shutterstock/alexkich

Mas, às vezes, prever o futuro não tem nada a ver com a magia. Basta dar uma olhada nas invenções passadas e presentes para saber o que nos aguarda.

Aqui estão 10 estimativas do que pode estar a caminho. No entanto, não precisa levar isso a sério; elas só servem para estarmos mais conscientes do que acontece ao nosso redor.

Shutterstock/Jaroslaw Saternus

1. Chocolate

Durante anos, a demanda por chocolate foi maior do que o estoque mundial de "ouro preto". Como resultado desse fato, a indústria estima que a tendência continuará a aumentar.

Entre outras circunstâncias, a produção de chocolate na África Ocidental, onde mais de 70% do cacau mundial é colhido, é afetada pela seca. Na América Latina, o cultivo do cacau tornou-se quase impossível devido ao aparecimento de fungos nas plantas. Ao mesmo tempo, países como a China desenvolveram um gosto pelo chocolate e desejam cada vez mais esse produto.

Shutterstock/leungchopan

2. Umbigo

Ao contrário do resto dos elementos desta lista, isso é simplesmente especulativo. No entanto, não é menos interessante por esse motivo. Atualmente, já existem técnicas de edição do genoma que permitem modificar os genes do ser humano. Ao mesmo tempo, a medicina reprodutiva está se tornando um negócio crescente. Agora é possível criar bebês "a la carte": com um pai biológico, um "social", uma mãe genética e outra que carregará ao embrião.

Por esta razão, a questão de se os bebês serão criados no futuro de acordo com os desejos de seus pais é completamente razoável. Neste caso, é possível que não existam mais "barrigas de aluguel", já que as crianças poderão ser criadas em incubadoras. Esses bebês não precisariam, portanto, de cordão umbilical, pois poderão receber nutrientes de outra maneira.

Shutterstock/PuiPhotoman

3. Dinheiro vivo

O surgimento de novas moedas digitais, como o Bitcoin, não é a única razão pela qual o dinheiro vivo se tornará desnecessário. Atualmente, realizamos uma grande parte de nossas transações econômicas (saldo, aluguel, compras online) através de transferências bancárias. Além de débito ou cartão de crédito, você pode até pagar com smartphones.

Por isso, parece lógico que alguns países já tenham tirado algumas moedas e notas de circulação. Os críticos dizem que, sem o dinheiro, as pessoas têm menos controle sobre seus gastos e usariam o dinheiro de uma maneira displicente. Além disso, teme-se que haja um monitoramento das transações bancárias, que dizem muito sobre uma pessoa.

Shutterstock/Vicente Barcelo Varona

4. Cabo do carregador do telefone

Já existe teclados, mouse e fones de ouvido sem fio, e o mesmo acontecerá com os carregadores de telefones.

A empresa Tesla já o desenvolveu para seus carros elétricos, que podem ser carregados sem cabos. A princípio, essa tecnologia pode ser transferida para celulares, mas outras empresas estão estudando a possibilidade de carregar telefones celulares via Wi-Fi.

Shutterstock/PIMPAN

5. Controles à distância

Hoje, alguns aparelhos domésticos ainda precisam de controles remotos. Mas, graças a assistentes ativados por voz, como o Amazon Echo, os controles serão coisa do passado.

Uma vez que todos os dispositivos estão conectados entre si através da Internet, eles podem ser controlados por voz através do assistente. Só é necessária uma ordem em voz alta para começar a curtir sua playlist ou sua série favorita.

Pixabay/Astryd_MAD

6. Esfera privada

Mais e mais empresas têm acesso não só à informação que fornecemos gratuitamente na Internet, mas também ao nosso histórico de navegação na web, nossas compras usuais, às nossas operadoras de celular ou ao histórico de nossos exercícios na academia.

Muito em breve, a conexão de nossos dispositivos eletrônicos entre si permitirá que se extraia mais informações sobre nossas vidas. Na China, existe um sistema de qualificação pública, onde os cidadãos são pontuados de acordo com sua vida privada e profissional. Esses pontos determinam o sucesso social ou profissional da população; quem já viu o episódio "Queda Livre" (1º da 3ª temporada) da série Black Mirror sabe bem do que estamos falando.

Shutterstock/EggHeadPhoto

7. Assinatura

A digitalização da nossa sociedade está mudando nossas vidas em diferentes aspectos. Em alguns deles, nem pensamos a respeito, como é o caso da assinatura. Com o pagamento através do smartphone, ela não é necessária. Além disso, as impressões digitais e o reconhecimento da pupila são métodos cada vez mais ao alcance.

As cartas de apresentação que acompanham os pedidos de emprego, que são principalmente feitas online, costumam também vir sem assinatura.

Shutterstock/tsyhun

8. Chaves

O reconhecimento através de impressões digitais e escaneamento da pupila não só tornará as assinaturas desnecessárias, mas também as chaves. Já existem carros que não precisam de chaves e que, para iniciar o motor, só é preciso pressionar um botão.

Em 2017, a Amazon lançou a Amazon Key, que funciona com um smartphone. Se você não está em casa, você pode abrir a caixa de correio com um código e alguém pode deixar a sua encomenda na sua porta.

Shutterstock/Henk Vrieselaar

9. Trabalho

Antigamente, os pinos do jogo de boliche eram arrumados manualmente depois de cada jogada, e este é só um exemplo de como os avanços tecnológicos acabam com algumas profissões e até mesmo estabelecimentos. E isso será cada vez mais forte, devido à digitalização e ao desenvolvimento de robôs cada vez mais eficientes.

De acordo com um estudo da Universidade de Oxford, lá pelo ano 2030, 47% dos empregos atuais terão desaparecido. Isso afetará todos os tipos de profissão, independentemente da qualificação ou salário. 

Shutterstock/Bjoern Wylezich

Al estar controlados por ordenador, deberían producirse menos errores al volante. Los automóviles se atendrán en el futuro a las normas de tráfico y, con ello, se convertirán en los vehículos perfectos.  

10. Roubos

Com os automóveis sendo controlados por computador, menos erros devem ser cometidos. No futuro, os automóveis cumprirão os regulamentos de trânsito e, com isso, se tornarão veículos perfeitos.

Além das normas existentes sobre a distância a ser mantida entre os carros, no futuro eles também andarão a uma velocidade regulada.

Shutterstock/Christian Mueller

Tecnologia a serviço do ser humano: essa é a idéia. E a verdade é que o nosso dia a dia é cada vez mais influenciado por esses avanços tecnológicos. A vida, é claro, está ficando cada vez mais fácil.

Comentários

Também incrível